Image1\ Image2\ Image3\
 

Mural de Comunicados

  • 1
  • 2
  • 3
Cursos profissionalizantes SESC O SESC está oferecendo 260 vagas para cursos gratuitos nas cidades de Natal, Mossoró e Caicó. Os cursos oferecidos são de corte e costura para... Leia Mais
Ação Social O ministério de Ação Social da Segunda Igreja Batista em Mossoró, que realiza todas as terças-feiras um trabalho de assistência aos necessitados e... Leia Mais
Aniversário SIBM Em 2014 a SIBM está completando 44 anos de existência. E durante a nossa semana de aniversário queremos ter o prazer de recebê-los em nossa igreja. A... Leia Mais

Galeria de Fotos



Culto ao Vivo

 

 



Blog Conexão

Cinco resoluções

Há apoio bíblico para as resoluções pessoais? Algo bem próximo disso é o conceito de fazer e cumprir votos. “Fazei votos e pagai-os ao senhor, vosso Deus” (Salmos 76.11). Como todas as demais coisas valiosas, podemos abusar disso e torná-la uma negociação presunçosa com o Todo-Poderoso. Mas não deve ser assim.

Podemos examinar nosso próprio coração, reconhecer a fraqueza da carne e dizer ao Senhor: “Sei que, entregue a mim mesmo, farei uma bagunça de minha vida. Não creio que tenho, em mim mesmo, a capacidade de cumprir as promessas e votos que faço ao Senhor. Agradeço-Te pela promessa bíblica de que Tu encherás meu coração de temor, para que eu não Te abandone (Jeremias 32.40), e de que Tu realizarás em mim o que é agradável diante de Ti (Hebreus 13.21). Creio que um dos instrumentos mais simples que estabelecestes para guardar-me de pecar é o fazer votos. Por favor, mostra-me quando isso é conveniente e dá-me graça para eu cumprir o que prometo”.

Em seguida, apresento cinco perigos do computador e cinco resoluções (ou votos) que todos devemos fazer.

1. Perigo: a armadilha da curiosidade constante

O computador pessoal oferece intermináveis possibilidades de descobertas. Até o ambiente básico de um sistema operacional pode consumir horas, dias e semanas de digitação e investigação curiosa. Sistema de cores, protetores de tela, atalhos, ícones, configurações, gerenciamento de arquivos, calculadora, relógio, calendário. Além disso, existem os inúmeros softwares que consomem semanas de nosso tempo, enquanto nos seduzem a examinar sua complexidade. Tudo isso é bastante enganador, dando-nos a ilusão de poder e eficiência, mas deixando-nos com o sentimento de vazio e nervosismo, ao final do dia.

Resolução: limitarei estritamente meu tempo de experiência no computador e me dedicarei mais à verdade do que à técnica.

2. Perigo: o mundo vazio da (ir)realidade virtual

Quão triste é ver pessoas inteligentes e criativas desperdiçando horas e dias de sua vida criando cidades, exércitos e aventuras que não têm nenhuma conexão com a realidade. Temos uma vida para viver. Todos os nossos poderes nos foram dados pelo Deus real, a fim de serem usados no mundo real, que nos leva ao céu real ou ao inferno real.

Resolução: gastarei minha energia construtiva e criativa não na irrealidade da “realidade virtual”, e sim na realidade do mundo real.

3. Perigo: relações “pessoais” com meu computador

Diferentemente de qualquer outra invenção, o computador pessoal é quase semelhante a uma pessoa. Você joga contra ele. Há programas que conversarão com você sobre a sua personalidade. O computador falará com você; sempre estará à sua disposição. É mais esperto do que seu cachorro. O grande perigo é que nos sentimos realmente à vontade com essa “pessoa” eletrônica e administrável e, pouco a pouco, nos afastamos dos relacionamentos imprevisíveis, frustrantes e, às vezes, dolorosos com pessoas humanas.

Resolução: não substituirei o risco dos relacionamentos pessoais pela segurança eletrônica e impessoal.

4. Perigo: o risco da paixão secreta

Casos sexuais começam em momentos de privacidade, quando as pessoas estendem a conversa e compartilham sua alma. Isso pode acontecer na absoluta reclusão de sua correspondência eletrônica particular. Pode ser imediato e “ativo” ou demorado e “recordado”. Você pode imaginar que “isso não é nada” — até que ele ou ela aparece em sua cidade. Isso já aconteceu tantas vezes.

Resolução: não cultivarei um relacionamento pessoal com alguém do sexo oposto, além de minha esposa. Se eu sou solteiro, não cultivarei esse relacionamento com a esposa de outrem.

5. Perigo: a pornografia eletrônica

Mais insidiosa do que os vídeos censurados como impróprios para menores de 18 anos, podemos não somente assistir, mas também nos unirmos à perversidade na privacidade de nosso escritório. A pornografia interativa lhe permitirá “praticá-la” ou levá-los a “praticá-la” com o seu mouse. Nunca a vi. Nem jamais tive essa intenção. A pornografia eletrônica mata a alma. Afasta-nos de Deus. Despersonaliza as pessoas. Abafa a oração. Ignora a Bíblia. Barateia a alma. Destrói o poder espiritual. Corrompe tudo.

Resolução: nunca abrirei qualquer programa para obter estímulo sexual; não comprarei, nem descarregarei ao meu computador qualquer material pornográfico.


Computadores, a Internet e o e-mail são dons notáveis de Deus. Sim. Mas, são também ameaças aos nossos compromissos, nossos corações e nossas famílias — assim como o são o telefone, o rádio, a televisão e os inúmeros jogos eletrônicos. Todos os dons de Deus podem ser transformados em ídolos e armas de rebelião contra o Doador. Mas não deve ser assim.

Em vez disso, devemos perguntar como o salmista: “Que darei ao senhor por todos os seus benefícios para comigo?” (Salmos 116.12) E devemos responder, como ele o fez: “Tomarei o cálice da salvação e invocarei o nome do senhor. Cumprirei os meus votos ao senhor, na presença de todo o seu povo” (vv. 13-14).

Devocional extraído do livro Provai e Vede, de John Piper.
Copyright: © Editora FIEL
Permissões: a postagem de trechos deste livro foi realizada com permissão da Editora Fiel. Se você deseja mais informações sobre permissões contate-os.

Nosso e-mail mudou! Agora, você que quer entrar em contato com o Conexão para mandar suas críticas, sujestões, opiniões ou para tirar qualquer dúvida, poderá nos contactar através do e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Entre em contato conosco! Sua opinião é muito importante.

 

Rede Aberta - 2° Programa

 

 

 

 

Rede Aberta - 1° Programa

 

 

Isto é igreja

 

 

As armadilhas de Satanás

 

 

Jesus está vivo

 

Reflexão

 

 

  • Os perigos da irrealidade do computador

    Published in Artigos

  • Entre em contato conosco

    Published in Notícias

  • Vídeos

    Published in Vídeos

  • Tudo o que eu tenho é Cristo

    Published in Vídeos

  • PLANO B

    Published in Fotos

Blog GUCSA

Meu prazer

Todos aqueles que investem seu tempo nas atividades semanais de sua igreja, tem, em algum grau, o desejo de serem adoradores. É, inclusive, provável que muitos acreditem ser essa a adoração que Deus almeja. Outros poderão crer que uma adoração verdadeira é aquela que prestamos em fervorosos cultos dominicais ao som e ao ritmodos ministros de louvor. Há ainda quem ache ser obrigação dos levitas ou pregadores conduzir o povo à adoração, quando na verdade, é seu serviço conduzir o povo “durante” a adoração

Todavia há muito mais coisas envolvidas na formação de uma verdadeira adoração, em espírito tal qual aquela anunciada por Jesus em João 4.23 “No entanto está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura”. A boa notícia é que a esta geração tem chegado um pensamento, um entendimento muito mais maduro e experimentado do que seja adoração.

 

Alexander C. Fraser (1819-1914) encontrou nos manuscritos do pastor e filósofo Thomas Reid um pedido de oração escrito em 30/03/1746. Nessa ocasião, a sua esposa, Elizabeth Reid, estava enferma e à beira da morte:

Ó Deus, desejo humildemente suplicar tua divina majestade em favor de minha esposa adoecida, que por tuas mãos está enfraquecida e que se encontra à beira da morte, caso o Senhor, o único que faz maravilhas, não intervier com misericórdia e não a trouxer de volta da beira da morte com teu braço todo-poderoso. Mereço com justiça, ó Senhor, ser privado da maior alegria da minha vida, porque não fui tão grato a ti, como deveria, por teres me presenteado com uma esposa tão afetuosa. Esqueci-me de tua bondade em nos fazer caminhar felizes e juntos por uma trilha de acontecimentos imprevistos e incontáveis, e em nos ter abençoado com tanto amor e harmonia de afetos, e tantas alegrias e prazeres da vida. Não tenho sido tão cuidadoso, como deveria, em ajudá-la a desenvolver a piedade e as virtudes cristãs. Não tenho tomado as dores dos meus filhos, servos e parentes como deveria. Ai de mim! Tenho sido tão negligente em meu dever pastoral e em minhas devoções particulares, tão afeito aos prazeres e às satisfações deste mundo, tão pouco influenciado pelas promessas e esperança de uma vida vindoura. Empreguei meus estudos, leituras e diálogos para meu próprio prazer mais do que para edificar a mim mesmo e aos outros. Pequei demais ao negligenciar muitas oportunidades de cuidar pessoalmente do meu rebanho e de minha família em suas questões existenciais, e ao usar também com trivialidade o emprego de meus exercícios públicos. Tenho perdido muito do meu tempo por causa de preguiça e sono, e não tenho trabalhado o suficiente para aliviar o sofrimento dos pobres e miseráveis como deveria. Abusei dos meios que a providência me permitiu para corrigir minhas más inclinações; delas tenho cuidado e as tenho alimentado constantemente. Por causa desses e de muitos outros pecados que escapam da minha memória, pode o Senhor com justiça infligir sobre mim tão grande castigo, tornar meus filhos órfãos e privar-me de minha querida esposa. Ó Senhor, aceita essa humilde e penitente confissão de minhas ofensas, reconheço-as com vergonha e profunda tristeza, e por tua Graça estou determinado a me aperfeiçoar. Se te for aprazível ouvir a voz das minhas súplicas, e o Senhor atender à minha oração em favor de minha querida esposa e restaurar-lhe a saúdefaço, pela Graça, uma promessa e um pacto de dar um termo a esses deslizes, expressando minha gratidão em um empenho vigoroso do meu dever como cristão, ministro e pai de família, e em uma oferta de 10 libras para os pobres em carne e dinheiro. Senhor, perdão se há algo de presunçoso ou indecoroso neste humilde e penitente pecador. Por favor, aceita o que sinceramente é concebido como um novo elo de minha alma com o meu dever, por meio de Jesus Cristo, meu Senhor e Salvador.

THO. REID

*Material retirado do blog do Pastor Jonas Madureira

Fonte: http://jonasmadureira.com/

 

O Ministério de Ação Social da Segunda Igreja Batista em Mossoró está realizando um maravilhoso trabalho de assistência e evangelismo à população carente de nossa cidade. Para que esse projeto cresça e se torne cada vez mais relevante, precisamos de sua ajuda. Antes de qualquer coisa, precisamos de suas orações, pedindo sabedoria e proteção vindas do Senhor. Além disso você também pode fazer sua doação de comidas, roupas e dinheiro diretamente na secretaria da nossa igreja. Caso deseje mais informações, ligue para: 3316-1333. Contamos com você!

  • Adoração como estilo de vida

    Published in Adorar

  • Palavra - Sem. Themis

    Published in Crescer

  • Oração do Reverendo Thomas Reid

    Published in Crescer

  • Ação Social

    Published in Servir

 
 

Aniversariantes do Mês

 

 

03/08

Cláudia Rosário

Débora Alves 

 


 

04/08

Jorge Alende

Valdenir

 


 

05/08

Sinádia

Ana Cristina Batista

Jonas Nobre

 


 

06/08

 Júlia Gabriela

Francisco Apolinário 

 


 

08/08

Djanira

Christian

 


 

09/08

Jaqueline Marinho

 


 

10/08

Lauro Vinícius  

 


 

11/08

Lidineide Marta

 


 

12/08

Isabella Alves

Solange Dantas

 


 

15/08

 Walter

Thiago Daniel

Beatriz Souza

 


 

16/08

Ismael Caldas

Letícia

 


 

17/08

Jéssica Paula

 


 

18/08

Kaliana

Ana Paula Lira

 


 

19/08

Eduardo Alves

Edna Maria

 

 

21/08

Emilene

Geraldo Mendes

 


 

23/08

José Railton

Vanderléia

Christian Filho

 


 

24/08

Maryane Holanda

 


 

26/08

Rita Luiza

 


 

29/08

Júlio César

Oséas Pereira

 


 

30/08

Damaris

 


 

31/08

Jeania Maria

 


 

Música

Nossa Visão

Promover a Glória de Deus, alcançando cada pessoa em nossa cidade, país e mundo, com o Evangelho de Jesus Cristo.

Nossa Missão

Ser uma igreja onde há adoração a Deus, comunhão entre seus membros, servindo uns aos outros em amor, proclamando e ensinando o evangelho do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, onde cada membro adota essa tarefa como seu estilo de vida, prática contínua, consciente e multiplicadora.

Enquetes

Você acha que assistimos mal aos necessitados?

Nosso Twitter